Siga a Oficina no seu e-mail!

domingo, 25 de janeiro de 2015

Oprimidos e opressores

Quem é oprimido? Quem é opressor?

Quem os separa e classifica em suas respectivas gavetas? Quem define, traça e desenha essas linhas? Quem estabelece, categoricamente, essas categorias?

Telêmaco - negro e machista. Oprimido ou opressor?

Eufrásia - mulher e homófoba. Oprimida ou opressora?

Godofredo - homossexual e racista. Oprimido ou opressor?

Entre os estereótipos e discursos de nossa maniqueísta imaginação é fácil buscar "oprimidos" e "opressores", vítimas perfeitas de perfeitos algozes; difícil é encontrar pessoas reais, em suas profundas e pulsantes contradições, onde os papéis se diluem e as opressões são imprevisíveis... Na vida real, distante das platônicas abstrações ideológicas, há algozes de manhã que se tornam vítimas à noite - e vice-versa.

Talvez, no distante mundo real, até alguns homens brancos e heterossexuais - pasmem! - sejam oprimidos por alguém...

Nenhum comentário: