Siga a Oficina no seu e-mail!

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Para que servem os estereótipos?

Estereótipos podem ser bem usados pelo escritor, desde que se saiba bem com que finalidade. Usar estereótipos abre possibilidades muito interessantes no campo da narrativa propriamente dita. Me parece que o problema todo é: o escritor usa os estereótipos ou os estereótipos "usam" o escritor? Quem está "no comando" da situação? Para narrativas cômicas ou satíricas, por sinal, o estereótipo pode ser uma ferramenta maravilhosa.

Os já clássicos filmes da franquia De volta para o futuro são um ótimo exemplo de narrativa brilhante elaborada a partir de estereótipos. Doc Brown é apenas um "cientista maluco" e Marty McFly é o clássico "adolescente inseguro que tenta parecer descolado". Os personagens secundários são apenas valentões, garotas românticas, nerds, o inspetor durão da escola, o bandido do Velho Oeste... e tudo funciona maravilhosamente! 

Por outro lado, essa obsessão recente por "personagens profundos" muitas vezes se torna uma receita para a "xaropada"...

Nenhum comentário: