Siga a Oficina no seu e-mail!

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Avaaz - Reunião Global dos Cidadãos de Emergência

Acabo de postar minha contribuição na "Reunião Global" proposta pela Avaaz. A iniciativa visa coletar opiniões para definir os rumos da Avaaz a curto, médido e longo prazo. Participe! Redigi o texto original em inglês, mas posto aqui a tradução em português primeiro:

1) As pessoas deveriam se escutar mais, e conversar. Democracia É diálogo. Todo mundo (ou quase) tem algo em comum. É essencial encontrar essas perspectivas comuns e agir sobre elas nesses tempos de ódio e intolerância.

2) A curto prazo, deveríamos focar em garantir direitos trabalhistas, que estão sob ameaça no mundo inteiro. Isso poderia ajudar a mitigar desigualdades a curto prazo. Deveríamos também lutar por reformas tributárias proporcionais, justas e progressivas, que contribuíram simultaneamente para mitigar a desigualdade e para melhorar as condições ambientais. Também seria importante estimular práticas de deliberação local, coletiva, direta e descentralizada pelas pessoas em pequenas cidades ou nas vizinhanças, em grandes cidades.

3) Em 5 anos, deveríamos conseguir cessar os ataques sobre os direitos trabalhistas. Deveríamos conseguir estabelecer 30 horas semanais de trabalho na maioria dos países em 10 anos, 25 horas semanais em 20 anos. Isso poderia ter um ENORME impacto sobre a democracia, pois as pessoas teriam tempo livre para participar ativamente das decisões. Isso também reduziria o consumo, pois as pessoas teriam mais tempo para interações familiares e sociais significativas. Isso também pressionaria as cadeias de produção, talvez reduzindo os desgastes ambientais.

4) A curto prazo, Avaaz deveria estimular o estabelecimento de redes de cooperação local entre pessoas interessadas em mudança social. Também seria bom se a Avaaz estudasse melhores maneiras para elaborar petições, considerando a legislação específica a cada país, contribuindo para a formulação de petições mais eficazes.




Segue o original em meu inglês rosbífico (equivalente ao italiano macarrônico).


1) People should listen to each other, and talk. Democracy IS dialog. Everybody (or almost) has something in common. To find out this common perspectives and act upon them is paramount at this times of hatred and intolerance.

2) At the short term we should focus on warranting labour rights, wich are under menace worldwide. This could help to mitigate inequalities in the short term. We should also struggle for proportional, fair and progressive tax reformation, which could contribute both to mitigate inequality and to improve environment conditions. It would be also very important to stimulate practices of local, colective, direct and uncentralised decisionmaking by people in small towns and neighbourhoods in big cities.

3) In 5 years, we might be able to shutdown the attacks upon labour rights. We might be able to have just 30 workhours per week in most countries in 10 years, 25 hours per week in 20 years. This could have a HUGE impact upon democracy, as people would have free time to actively participate in decisions. It would also diminish consumption, as people would have time for meaningful familiy, friends and social interactions. It would also put some pressure over production chains, reducing perhaps environmental dammage.

4) In the short term, Avaaz should stimulate local networking among people interested in social change. It would also be good if Avaaz studied better ways to make petitions, considering specific laws in each country, contributing to create more effective petitions.

Nenhum comentário: