Siga a Oficina no seu e-mail!

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Confissão

Tenho alergia a relativismos incapazes de relativizarem a si mesmos. Pode existir frase mais paradoxal que "tudo é relativo"? Afinal de contas, nesse caso, a frase deveria ser reescrita com maior clareza: "tudo é relativo, menos essa própria afirmação". No fundo, me parece que todo relativista radical é apenas um pequeno totalitarista ranzinza (embora aparentemente bem humorado), incapaz de dialogar e pôr em jogo seu próprio eu; enfim, uma triste antítese secreta de tudo aquilo que alardeia na fachada...

Nenhum comentário: