sábado, 3 de setembro de 2016

Tolkien, PMDB e outras bobagens

O PMDB me lembra o Um Anel: forjado numa época de tirania, permanece como eterna ameaça aos povos livres, deformando o caráter daqueles que entram em contato com ele; precisa ser jogado na Montanha da Perdição!
***
Me parece que Lula vem se tornando um curioso arremedo de Brizola. O original era muito mais interessante, diga-se de passagem.
***
Há algumas décadas Brizola alertava: o PT é a UDN de macacão. Estava mais certo do que poderia imaginar - os udenistas também achavam que tinham tudo sob controle.
***
Schadenfreude: a única alegria que resta ao brasileiro.
***
Sinais e sintomas de Síndrome de Estocolmo: apoiar o Temer; gritar "Dilma-guerreira-da-pátria-brasileira"; comemorar o Impeachment; votar no Pedro Paulo; votar na Jandira por indicação do Lula.
***
A proverbial alegria do povo brasileiro só pode ser masoquismo, sadismo ou sadomasoquismo. Teria Gilberto Freyre razão?!
***
Todo homem cordial tem título de eleitor.
***
Seria o Brasil uma pornochanchada dirigida pelo Glauber Rocha?
***
Para os petistas, o Brasil havia se tornado uma HQ do Maurício de Souza, enquanto a realidade estava mais para Alan Moore. O Dr. Wertham explica. Santa inocência, Batman!
***
P: Por que o mundo anda tão estranho?
R: 40 anos de neoliberalismo.



Nenhum comentário: