sábado, 9 de setembro de 2017

"Lula 2018" e "Bolsonaro 2018" - Ainda

Acho que preciso explicar melhor minha provocação. Não estou falando dos políticos Lula e Bolsonaro, mas dos "programas" [sic] eleitorais "Bolsonaro 2018" e "Lula 2018" - entre aspas, notem bem. O que quero salientar é que tanto a retórica soterológica dos "bolsominions" quanto os anúncios do retorno messiânico de Lula em 2018, a meu ver, refletem nossa conjuntura política em que, à ausência de alternativas palpáveis, partes do eleitorado se entregam a essas duas quimeras, esperando que os dois "líderes" tragam, de uma maneira ou de outra, uma solução (mágica?) para os impasses políticos, econômicos e sociais do momento presente. "Bolsonaro 2018" e "Lula 2018", a meu ver, são respostas fáceis e preguiçosas a problemas muito complexos - e é nesse sentido que são duas faces da mesma moeda. Creio que um mandato 2019-2022 de Lula ou de Bolsonaro, por razões distintas, seria um verdadeiro Inferno - desse modo, me pergunto: não seria melhor vendermos nossas almas de uma vez por todas e partirmos logo para "Capeta 2018"...?

Nenhum comentário: