Siga a Oficina no seu e-mail!

quinta-feira, 11 de maio de 2017

A boa e velha política de responsabilidades terceirizadas

Texto preciso do historiador Fred Oliveira

Como já escrevi, "fico me perguntando que virtude teria Lula que o tornasse assim tão especial como ele pretende ou se acha parecer. E ele, para coroar, disse que não tinha responsabilidade com tudo que ocorreu. 

Como assim? O cara era o que? O auxiliar de serviços gerais ou o presidente da república? (...) E o Brasil, mais uma vez, um detalhe. 

Terceirizar responsabilidade (o ministro, o deputado) ou abraçar as delicias conspiratórias que lotam postagens de rede social e, agora, até cadeiras universitárias (a imprensa, as elites, o tatu-bola, o Velho Zuza ou o Mr. Magoo, etc) não dirimem responsabilidades. 

Transformar político em algo além do que ele é, um político, é uma má lição para as gerações seguintes e uma contradição tremenda para quem reclama da política como um todo. O depoimento em si foi tranquilo, pelo que vi... As torcidas nas imediações do tribunal é que deram ares de espetáculo a algo que deveria ser normal.

Nenhum comentário: