sábado, 21 de janeiro de 2012

Em cartaz... "As aventuras de Tintin"

Nesta quinta-feira fui assistir ao filme de Tintin. Fiquei muito contente de ver o cinema lotado numa quinta-feira, numa pré-estreia de Tintin, no Rio de Janeiro, onde não temos uma forte "cultura tintinesca". Espero que o filme seja um sucesso e impulsione a divulgação da obra de Hergé no Brasil.

Recomendo fortemente o filme, e não faltam motivos. A animação é fantástica, conseguindo um difícil compromisso entre o estilo ligne claire de Hergé e uma abordagem mais compatível com uma animação em CG. O resultado são belíssimas imagens, com texturas e iluminação inigualáveis. Um dos trabalhos mais lindos que já vi em animação digital. A abertura também é um show à parte. Ao mesmo tempo, a reconstituição histórica de um período pouco definido entre os anos 30 e 50 não deixa a desejar, sendo por si só uma viagem no tempo.

Por outro lado, o roteiro é impecável, conseguindo alinhavar com sucesso as tramas de diversos álbuns diferentes num todo coeso. Embora não seja fiel especificamente a nenhuma história, consegue algo muito mais importante, ser fiel ao espírito da HQ. Ao mesmo tempo, inúmeras referências a outros álbuns e ao próprio Hergé deslizam de modo sutil pelo filme.

Por fim, trilha sonora de John Williams, fantástica como sempre. A composição foi muito feliz, capturando o clima das trilhas dos seriados de aventura das matinês da época. Algumas linhas parecem ter saído da pena de Maurice Jarre.

Pretendo assistir mais vezes!

Nenhum comentário: