segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Leituras - "A África explicada aos meus filhos", de Alberto da Costa e Silva

Depois de uma longa ausência provocada pelas obrigações da academia e do magistério, eis que retorno à oficina.

Na última semana li essa interessantíssima obra, para amenizar minha ignorância sobre a história da África; meus alunos agradecem! Trata-se de um belo passeio pela África guiado por um de nossos melhores especialistas na história e cultura desse continente. O livro é estruturado como um diálogo com perguntas e respostas. Embora voltado ao público jovem, é muito esclarecedor para os ignorantes como eu; creio que mesmo os bons conhecedores da história africana encontrem algum proveito na leitura. Além disso, ao final a obra apresenta boas sugestões bibliográficas para aprofundamento do tema.

A abordagem de Costa e Silva é particularmente interessante pela ênfase na diversidade das culturas e da experiência histórica dos povos africanos. Também discute de modo primoroso as relações da África com outros continentes ao longo do tempo pelo Atlântico ou pelo Índico, oferecendo uma perspectiva mais ampla sobre a trajetória africana, notadamente em seus intercâmbios com a América e o Brasil.

Mas o que torna o livro realmente saboroso são os vívidos exemplos apresentados pelo autor em sua vasta erudição. As mais diversas práticas políticas, culturais, sociais, artísticas e econômicas são expostas de modo dinâmico, compondo um vasto retrato da África em suas paisagens e sua gente. Essa vibrante conversa nos faz sentir como se contemplássemos os séculos do continente se desenrolando diante de nossos olhos em suas lutas e conquistas, alegrias e tristezas, glórias e misérias.

Há trechos memoráveis, que deixarei ao leitor o prazer de descobrir. Concluo citando seu lapidar parágrafo final:

"É raro um brasileiro cujos bisavós já viviam no Brasil que não tenha pelo menos um antepassado africano. A África está, portanto, no sangue da grande maioria do nosso povo. E, ainda que disto muitos não tenham consciência, na alma de quase todos".

Nenhum comentário: